sábado, 30 de outubro de 2010

Testando a Placa de Vídeo no Linux com mesa-utils

Então imagine: você acabou de instalar a sua nova distribuição Linux, ou a nova versão dela, e quer saber se o driver de vídeo está rodando, ou seja, se a sua placa aceleradora de vídeo funciona perfeitamente. Ou então: você acaba de trocar ou comprar uma placa de vídeo nova e quer saber se o driver está rodando direitinho... mais ainda: você acabou de instalar o driver da placa de vídeo e quer confirmar se ele está funcionando. Outro cenário: instalei o Kubuntu, mas os efeitos gráficos não estão funcionando; quero testar a placa de vídeo.
Tudo te leva a uma mesma pergunta: como testar, de forma rápida, a performance do vídeo no Linux??


  • Usando o glxgears

Existe um programa simples e rápido para tanto!! Ele é denominado glxgears e nem sempre vem com a sua distribuição. Não se preocupe: ele pode ser instalado com o conjunto de aplicativos gráficos do pacote mesa-utils. Se sua distribuição é baseada em Debian, instale, como root:

apt-get update
apt-get install mesa-utils

Agora simplesmente abra um terminal (Terminal ou Konsole) e digite:

glxgears

Se tudo estiver certinho com sua placa de vídeo, driver e configurações do X, então deve aparecer uma janela do X com três simpáticas engrenagens rodando ativamente. Deixe o terminal aberto. A cada 5 segundos, haverá uma saída de texto no terminal indicando o desempenho gráfico de sua placa (quantidade de frames per second - fps - ou: quadros por segundo).
Veja o exemplo na imagem abaixo...




  • Obtendo Informações sobre a Placa de Vídeo

Se o seu caso é obter informações mais detalhadas (bem mais avançadas!) e técnicas sobre a placa de vídeo e todos os módulos e bibliotecas que o driver de vídeo está rodando, pormenorizadamente, então este pacote acima vai te ajudar com outro programa simples e útil. Digite no terminal, após instalar o pacote mesa-utils:

glxinfo

Surgirá uma saída de texto enorme, contendo diversas informações sobre seu dispositivo de vídeo, o driver que está rodando e todos os detalhes concernentes. Apenas um pequeno trecho do mesmo (clique para ampliar):




  • Testando Eventos de Janela

Outra ferramenta presente neste pacote e que pode ser particularmente útil para programadores, como desenvolvedores de jogos, é o programa glxdemo. Ele abre uma pequena janela com um quadrado amarelo centralizado, ocupando grande parte da janela. A cada pixel que o usuário mova ou redimensione as bordas da janela, é gerado um evento que o glxdemo captura e acusa numa saída de texto. Para usá-lo, abra-o no terminal e tente mover ou redimensionar a janela:

glxdemo

Vide o exemplo:



  • O Teste Final: Testando Múltiplas Conexões com GLX

Similar ao glxgears, existe o glxheads, porém este testa múltiplas conexões com o GLX. O resultado é uma janela com um triângulo rodando, sendo recalculado e redesenhado, com uma simpática saída de texto indicando lindamente o nome de sua placa de vídeo e algumas informações básicas sobre a mesma. Basta digitar, no terminal:

glxheads

Vide o exemplo (clique para aumentar, como todos os outros):




Bom, pessoal... espero ter ajudado em alguma coisa!! O objetivo deste artigo foi contribuir tanto para usuários com problemas de configuração de placas de vídeo quanto para programadores interessados em explorar o máximo delas. Conforme todos os outros artigos, se você gostou, detestou, salvou sua vida ou acabou de vez com ela: COMENTE!!!
E até a próxima!!

15 comentários:

Linux Foundations disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Raill LBon disse...

Legal seu post. Parabéns!

O Pajé disse...

Obrigado, rapaz!! Continue visitando o Pajé!!
Abraços!!

Anônimo disse...

pow valeu mesmo, me ajudou muito

O Pajé disse...

Disponha, gente!! Obrigado pelo retorno!! Espero que o Pajé continue ajudando a todos!!

sajaan disse...

valeu era o que estava precisando

O Pajé disse...

Obrigado, Sajaan,

Fico feliz de ter podido ajudar!! Volte sempre ao Pajé!!

Edivaldo Lopes disse...

Aparentemente, não estou usando a placa de vídeo.

O Pajé disse...

Seguiu os procedimentos corretamente? Houve algum erro no terminal?

Edivaldo Lopes disse...

Não houve erro, mostrou uma mensagem que pelo que entendi estava falando da placa de vídeo onboard. E um outro teste que fiz que testava o vídeo 3d deu uma taxa de FPS igual a 300. Em comparação com o mesmo teste que vi na internet o resultado deveria ser bem maior, próximo de 4000 FPS. Falta descobrir o que preciso fazer pra ativar a placa de vídeo do notebook.

Edivaldo Lopes disse...

Tentei usando o glxgears, e deu 300 frames a cada cinco segundos, (me enganei na mensagem anterior), na verdade nem lembrava que tinha comprado com este site, estou pelo celular, e fica meio confuso.

O Pajé disse...

Aparentemente, a sua placa de vídeo não foi detectada corretamente. Possivelmente o seu Kernel está usando um driver genérico, incapaz de explorar todo o potencial de aceleração da placa. Neste caso, recomendo que pesquise pelo nome da placa (marca e modelo) e busque um driver específico para ela (se possível, no site do fabricante). No local onde este driver estiver sendo disponibilizado, provavelmente haverá instruções sobre como compilá-lo e instalá-lo. Depois do driver instalado e rodando normalmente, refaça os testes. Talvez seja preciso reiniciar o modo gráfico para ativar o novo driver (ou reiniciar o sistema, se for mais prático).

Anônimo disse...

Valeu, obrigado.

O Pajé disse...

Essa dica é especialmente útil para aqueles que possuem notebooks/laptops. Normalmente, em computadores portáteis, os fabricantes tentam economizar e, com isso, colocam placas de marcas mais baratas, algumas inclusive mais desconhecidas, que possuem, no entanto, as mesmas funcionalidades daquelas de fabricantes famosos, porém com custo bem menor. Isto ocorre com placas de rede, vídeo, som, e tudo o mais que vier onboard.

Ocorre que muitos destes fabricantes são empresas pouco difundidas, de modo que o Kernel básico do Linux nem sempre possui os drivers específicos para toda a linha de produtos delas. Mas sempre tem um driver para baixar em algum lugar. Basta baixar e instalar.

Em geral, o driver vem de duas formas: a forma mais fácil, como um executável que possa ser instalado de modo indolor, ou a forma mais difícil, quando precisa ser compilado. Para compilar o driver, é preciso que o sistema tenha instalado os compiladores (g++, etc.). O tutorial do driver ensina exatamente quais os comando específicos de que ele precisa para compilar e instalar corretamente.

Se for um driver de vídeo, ele precisará, para carregar, da reinicialização do modo gráfico. Basta entrar no modo texto (Control + Shift + F1, F2... F6), logar como root e matar o gerenciador gráfico (GDM, KDM, XDM, etc.). Depois, carregar de novo o serviço. Se isso for difícil para o usuário, então reinicia a máquina. Não sendo um servidor, reiniciar não fará muito mal nem causará muito prejuízo.

Espero ter ajudado!!

O Pajé disse...

Correção: o atalho para o modo texto é Control + Alt + F1... F6. O F7 retorna para o modo gráfico. O F8 em diante abre novas instâncias de modo gráfico.